O tema “Códigos de Barras” juntou Vipe MC a Mr. Burnz e Breakout (de Crewcodilos do Nilo) anunciando a morte do instrumental a cargo de HD, gravado na Witchcraft Productions.

Letra a cargo dos intervenientes
Captação: Witchcraft Productions
Instrumental: HD
Arranjos vocais: Witchcraft Productions

LETRA:
“[VIPE]
Código notório, o ambiente é gore e
nem a Dory se lembra de onde é que tá a Dory
há uns anos perguntava onde é que tá a party?
hoje em dia vejo a party a pedir o meu body

confuso mas nobody, é mais módico na soma
samurai, a familia é o meu código de honra
e eu faço o impossivel pa permanecer na onda
vocês julgam-me invisivel porque trabalho da sombra

tu tentas explicar mas os manos não percebem
e… o que é que eu posso fazer?
talvez devas avisar que os teus palmos não se medem
e… pra que é que o ia dizer?

é porque eu devo isso ás pessoas que me seguem?
é porque eu devo isso ás pessoas que me pedem?
é porque eu devo isso ás pessoas que me ferem?
sim sim depois de ver o código por que se regem

[MR.BURNZ]
tantos querem achar a galinha dos ovos de ouro
tantos rezam e imploram por código ao senhor
é um propósito utópico bora só supor
nosso teor é fertilizar mentes de onde brote flor

o autor… desse tal código tem a password
awkward mais ninguém a tem em seu poder e vêem
só com teorias vazias manias possessivas que nunca me entreteem

sei bem, eu vou chegar à fórmula e perceber o quanto é inócua
por isso só dropo a, prosa insistentemente indiferentemente
e sa mente mente permanentemente eu ignoro-a

faço com sentimento, faço com inspiração
qual consentimento? qual confirmação?
não preciso de quem luta só não labuta
sinal stop no meu código de conduta

[BREAK0UT]
Eles escondem a verdade em código, ponto.
Preocupação Humana ao desvendar o código, Font.
Enquanto eu tou na Matriz a desvendar o código Fonte
Insólito, tou,

à procura da porta do império, como, na realidade, César,
Mas Nem com um “Abre-te Sésamo”,
Só entende o código quem busca a verdade certa, qual, verdade certa?

se tudo aqui, s’altera,
Já nada é como o people achava
Programas são, em casa com chávena da Java
Codificando a vida sabendo que todas palavras na verdade são palavras chave

Cabe a cada um de nós, decifrar o código da vida,
Neste mundo utópico repleto de anfetaminas,
Eu faço da leitura rotina,
P’ra trabalhar o olhar e passar p’la leitura de retina

[VIPE]
mato na carta sem máscara na cara
que eu sou mais de deixar marca que uma cara marcada
brada é no que se repara e o orgulho que não sara
facilmente vem ao cimo como o azeite e o sémen

na cara, retrata a minha vida pirata
que eu só vim pa deixar vida é confiança fiada
conversa fiada? trago a peça afiada
e tu nem no teatro tens a peça estudada

assim só és uma peça, com a pressa vincada
é uma compressa pá inveja quisso passa , kiss baza…
o código: smoking, sem uso de gravata
qeu para te enforcar só preciso duma faixa

querem saber o que realmente me farta?
rappers do sofá a dizerem que são de Sparta
querem saber aquilo que realmente vos falta?
código… porque sem código é o óbvio que nos mata!

[MR.BURNZ]
desde do tempo de dealema decifro o código anónimo
a cena é se vale a pena ir ao top e ser hipnótico
pa ser mais um emblema dum carola idiótico
pa ter tempo de antena usar a voz sem ter propósito

o meu lema é tar atento a quem me força a ser neurótico
sistema cá sistema lá só choram plo acessório
esse tema já dá pena ya já dormem no velório
mas eu vou lá por ter vontade de contar a mim próprio

boy ouve não, não contem comigo nesse jogo, não,
pra mim esses tipo não contam
topa o rugido, plo meu código sou regido
faço do meu código bushido
todos…
temos tempo e queremos sempre mais
queremos ter poder pra ter mais
mas pra eles somos erros percentuais
nós os bezerros e eles de aventais

[BREAK0UT]
Contactos com Grays com binários de Gray,
ou sistemas de blocos icónicos como o de venona
Criptografia nas leis, salmos sórdidos de reis,
ou cada toque que no morse se posiciona,

Vem dos mesmos patrões, como o código civil,
Do que só diz: Sigilo, não do que só faz de ventríloco,
do que te rompe o ventriculo, te faz cair no ridiculo,
faz viver na sociedade com ela criar um vinculo!

Diz-ma, quilo que tens feito em busca de soluções,
Dissolvendo lágrimas em copos criando soluções,
Eles usam só loções, desvenda quem são os patrões,
Os mesmo que controlam e escondem códigos em padrões

Ladrões? Onde há um, há dois,
Economia fabricada, encriptada com ligações,
cifrões incorporaram-se em visões
Sobrevivemos por ações, eles vivem pra vender ações”

Leave a Comment