Está disponível em formato digital o mais recente projecto de Rahiz, um EP de 7 faixas intitulado “Matéria Negra”.
Depois de dar a conhecer o tema “É dor”,  seguiu-se agora a faixa que dá nome ao trabalho onde participam também Phat e Thug Paxion.

O EP está já disponível em SpotifyDeezerItunes e terá brevemente disponível versão física em edição limitada com direito a alguns extras.

Production, Recording, Mixing, Mastering and Performed by Rahiz
(C) 2017 Black on Black Music all rights Reserved
Rossio Publishing

Rahiz: Facebook | Instagram | Twitter | Website

LETRA:
[PHAT]
A Dor de um negro sinto-a dentro do peito
Do DNA até ao tutano do meu esqueleto
Estamos todos perto somos um só
Ninguém nos pode dizer nada nó s somos um só

Difamaram-nos dizendo que viemos da selva
mas com impérios e dinastias a nossa história está cravada em pedras
Reis e Rainhas no guetto sem saneamento básico
Estamos em 2012 é só um dos exemplos que te dou

Odeiem ou nos amem daqui não arredo o pé,
vou cantar até morrer a dor de africa a nossa mãe
De tudo o que nós passamos ainda estamos aqui
eles oprimem-nos para vivermos com medo

Mas Rah nos abençoa somos um povo lutador
com Brilho nos olhos mas não nos dão valor
Onde está o amor? Tenho certeza que a culpa não é da nossa cor, o ódio consome o ego e dai nasce rancor

[RAHIZ]
Eu carrego a minha cruz cheio de orgulho e amor no meu peito
um povo como outro qualquer com virtudes e defeitos
Mas a nossa dor é visível pois vem cravada na pele
causamos inveja noutros sem termos feito nada

E eles quiseram acabar com a nosso povo
linchar-nos na praça, queimar as nossas casas
sem podermos fazer nada
Uma vida inteira lutando para ser livre
pois liberdade deus deu a um povo que nunca a teve

Nos enganaram, nos roubaram e até ao dia de hoje
temos de pedir favores se precisarmos duma panela de arroz
Para os nossos filhos no continente mãe, Diz-me se não é triste
A riqueza da nossa terra apresentou-nos a dor, a fome e guerra

Na minha mente eu sou livre como um pássaro no céu
Eles podem me matar o corpo mas a mente não
Eu queria libertar o meu povo com a minha musica
tenho fé que deus um dia punirá os culpados pela nossa situação

[THUG PAXION]
Não me tratam como um branco porque sou um negro
condicionam a minha liberdade eles interferem na minha vida
Mas não abaixo a minha cabeça tou-me a cagar pro preconceito
Onde eu vivo consideram-me um sujeito

Só que eu sou mais que isso tenho orgulho na minha cor
no rap encontrei uma forma para poder expressar a minha dor
Preto somos nós, preto és tu,pretos somos todos
Preto para mim é uma mancha que se sente profundamente

Nascido no meio da pobreza meu berço não era dor
dificuldades na infância hoje me põe a chorar
Só que eu já fortaleci não dá para investir no ódio
Parabeniza-me quando me veres thug paxion sou eu próprio

Chama-me de petróleo, chama-me de mancha negra
filhos de escravos sempre a trabalhar sem descansar
O homem que está lá em cima pôs-me cá em baixo a sorrir
se queres que me identifique posso dizer-te que preto sou eu

Ooooh Deus
diz-me se o meu povo pode sonhar com o dia
que se libertará desta maldade
e poderemos mostrar ao mundo que somos um povo unido
OOOH DEEUUSSS”

Leave a Comment