O rapper João Tamura soltou o single “Para Nunca Mais Voltar” numa bonita homenagem ao grupo intemporal Ornatos Violeta.
A produção do tema ficou a cargo de rafxlp, sobre o tema original “Para Nunca Mais Mentir” de Ornatos. O artwork é da Mariana Malhão

escrito e interpretado por João Tamura: Facebook | Instagram | Bandcamp | Twitter

produção, mistura e master – Rafxlp: Facebook | Soundcloud

artwork de Mariana Malhão: www.marianamalhao.com
@marianamargaridamalhao

download da canção aqui

LETRA:
“para nunca mais sermos aquilo que fomos:
desprotege-me de mim próprio e entrega-me a Cronos.
enterra-me o trono: os tombos da sina.
e a crença que nos liga é a impermanência da vida.
nos fados da ressaca há silêncio. pai, mãe,
braços que nos abraçam e aquilo que vai, vem.
frente às fontes do Bellagio, numa noite vaivém,
numa opulência em que tu cais em…
Noites Brancas de Fiodor, os corpos sei de cor, são
ardentes como Mordor e o amor não se explica.
danças a Bjork ou são gotas do teu suor – só!
levitam como o pó, depois da vida o que é que fica?
à espera que o tempo nos leve a nós,
a cada momento a que eu perco a voz…
dona do medo em que eu espero a sós,
enterra o veneno que fere os olhos.
Goya traz as coisas más,
nada volta atrás, quão fugaz o que nos faz?

no princípio eras o meu amparo de quedas,
o meu corpo desconstrói-se como quem mergulha em pedras.
o aroma do sono, as doenças do tempo,
serão os corpos que dançam aqueles que choram por dentro?
e nós vivemos sob o escudo das palavras,
tão frágeis como os ossos que nos fazem.
tão falsas utopias que nos rasgam,
tão baças como os sonhos que nos faltam.
e até que tudo voe: quantos anos?
somos deuses, somos escravos ou somos ambos?
o meu pathos são guitarras: Lisboa dos Anos Verdes.
tu dedilha a alma, calma, com a astúcia de Paredes.
devaneios da beleza: os tópos do bréu.
a nossa alma tem dois corpos: o meu e o teu.
e para nunca mais mentir: sela-me a boca com as mãos,
e para nunca mais fugir: as inércias do coração.”

Leave a Comment