O histórico festival da canção deste ano, organizado pela RTP, conta com 26 nomes para competirem entre si de forma a selecionar o representante para o Eurovisão 2018.
Entre a vasta diversidade musical com nomes desde Jorge Palma a Mallu Magalhães, Diogo Piçarra a José Cid, surge Capicua.

A Mc portuense nascida em 1982 já conta com 7 discos desde da sua estreia em 2006 com o EP Syzygy e inúmeras participações em outros projetos. Para além de ser uma das fortes referências no mundo do Rap português, Capicua atinge agora um ponto alto da sua carreira, não fosse o Festival da Canção o mais prestigiado evento musical a nível nacional.

Para além de ser motivo de brindarmos à Capicua é também motivo de celebrarmos mais um passo para a cultura que tem ganho cada vez mais prestigio a nível mundial sendo agora submetida a este tipo de eventos (como por exemplo a ultima edição dos Video Music Awards carregada de Rap).

É importante ainda ressalvar a importância da edição deste ano uma vez que será pela primeira vez que se realizará em Portugal (Lisboa) uma vez que “Amar pelos Dois” de Salvador Sobral foi a música vencedora da última edição.

Leave a Comment