A Nova Era – Melhores do Ano levou o Pavilhão Rosa Mota ao rubro. 11 de Abril foi noite de loucura com uma das rádios mais ouvidas no Grande Porto.

A Nova Era Melhores do Ano era uma das noites de Abril mais esperadas no Porto. Todos os anos esta rádio promete noites de loucura e, principalmente, de boa música. Este ano não foi diferente e a fila fez-se desde manhã para garantir os melhores “lugares” (quem não quer ficar na fila da frente?).

A Praxis Crew (que participou este ano no Got Talent Portugal e saída de uma das mais afamadas escolas de dança do país) abriu as hostes com uma boa dose de ritmo. Popping, locking e bboying foram os estilos escolhidos para diveritir o público numa actuação que pedia mais tempo.

A partir daí as performances foram-se dividindo entre músicos e DJ’s.

Sem-Título-5

O primeiro a pisar o palco foi NTS. O rapper de Espinho estreou a música “Fama” no palco da Nova Era. “O que é a fama? O que é a fama?” era o que ele queria que os fãs decorassem para esta noite especial e ninguém desiludiu. O refrão ecoou em todo o pavilhão e o rapper manteve a energia do início ao final. NTS voltou mais tarde para um improviso, acompanhado de Alexandre Santos que contou com um “special act”.

Sem-Título-6

A presença de rappers fez-se notar ainda mais com as actuações de Jimmy P, Regula e Mundo Segundo.

Jimmy P esperava uma energia ainda mais forte que a do ano anterior e apesar de ter rivais à altura para o prémio de “Melhor Nacional” (Regula e D.A.M.A.) não se sentia mais pressionado por isso. Até por que acha que é “um bom perdedor”. Não foi preciso provar isso, pois o músico ganhou o tão querido prémio e logo a seguir subiu ao palco para cantar “O que vai ser” e “On Fire” (do álbum “Fvmily F1rst”).

Sem-Título-9

Sem-Título-10

Regula disfrutou da noite com o público nortenho. Com um estilo inconfundível e uma presença em palco marcante, o rapper do sul fez o delírio do público com o tema “Casca Grossa”.

Sem-Título-8

Mundo Segundo foi dos últimos a actuar e levou, como já é costume, o seu companheiro de guerra, Maze. A acompanhar o rapper, o bboying dos Gaiolin Roots entusiasmou a noite que se vivia. O álbum mais recente foi o mote, mas “Era uma vez” não foi esquecida. Música antiga, mas que para o Pavilhão Rosa Mota foi como voltar a casa.

Sem-Título-11

“É a primeira vez que vou perceber se gostam de mim ou não no Porto”, explicou Agir antes de entrar em palco. Pelas redes sociais o músico percebe que tem fãs nortenhos, mas só as actuações mostram isso a 100%. E se Agir estava “contente” por estar ali antes de ter actuado, depois de ter cantando “Deixa-te de merdas” ou “Tempo é dinheiro” só podia estar em extâse. O Porto também quer Agir!

Sem-Título-4

Karetus também actuaram. O trio formado pelos DJ’s Carlos Silva e André Reis e pelo MC Paulo Silva trouxe uma mistura de Electro House, Drum&Bass, Dubstep, Glitchhop, Drumstep que, traduzido naquela noite, incluiu saltos, mãos no ar e muita agitação.

O sucesso pop português, D.A.M.A., encantaram com “Às vezes” e “Balada do Desajeitado”. Outro caso em que a voz foi o foco foi DTale (do single “Nobody to love”).

Sem-Título-7

_DSC0006

Os DJ’s também fizeram daquela noite a noite. Slimcutz, vencedor de competições como o DMC PT na categoria individual ou em grupo (com The Bigger Banger Theory) e DJ oficial dos Mind Da Gap, habituou-se a fazer as pessoas dançarem até não poderem mais. Com mais de 10 anos ao serviço numa mesa de mistura, o DJ Ride assumiu-se como o protagonista de um dos ‘sets’ mais aclamados pelos jovens que saltavam em todas as direcções. Por fim, os Club Banditz não descuraram da animação criada e sempre criativos arranjaram novas maneiras de fazer o público chegar à loucura.

Sem-Título-3

Acabada a noite e revelados os prémios foi tempo de “curtir” a after-party com os DJ sets de Psi, Pete Tha Zouk, W&W (pela primeira vez em Portugal) e Kura (vencedor na categoria de melhor DJ nacional). E claro, tempo de anunciar os DJ’s que se podem esperar para a EDP Beach Party: Steve Angelo, DVBBS, Dmitri Vegas & Like Mike e Yellow Claw esperam por vocês em Julho!

 

Vencedores da Nova Era Melhores do Ano 2015:

Melhor Single: MR. Probz- Waves (Robin Schulz Remix)

Revelação: DVBBS

Melhor Dance: Dimitri Vegas & Like Mike e Martin Garrix – Tremor

Melhor DJ Internacional: Hardwell

Melhor Nacional: Jimmy P

Melhor DJ Nacional: Kura

Melhor Colaboração: Dimitri Vegas & Like Mike e W&W – Waves

 

Texto por Joana Nogueira Santos

Fotografias por Marianne Paim

Leave a Comment